Gastromed | Tratamento conservador da obesidade
 
blank

Tratamento conservador da obesidade

A obesidade é qualificada pela OMS como uma doença pandêmica: Ela abrange um grande número de pessoas em todos os lugares e todas as categorias ao redor do mundo, independente de gêneros, etnias, etc. A obesidade é um problema sério não apenas por si só, mas por suas consequências:Inúmeros problemas cardiorrespiratórios, motores, endócrinos, etc., que tomam muitas vidas todos os anos.

Essa doença é multifatorial, mas sua ocorrência está ligada em grande parte a alguns hábitos. A rotina agitada do mundo contemporâneo faz com que pessoas vivam vidas sedentárias, o que propicia o ganho de peso. Além disso, há a grande oferta de alimentos nutricionalmente pobres e ricos em sal e gorduras, o que agrava a situação.

Outro problema da obesidade é que se trata de um ciclo vicioso: Quanto mais a pessoa ganha peso, mais difícil se torna reverter o quadro. Afinal, o peso excessivo dificulta a prática de atividades físicas, o que estimula ainda mais o sedentarismo.

Esse processo precisa ser interrompido e, como apontamos, a doença oferece grandes empecilhos para isso. Assim, muitas pessoas optam por uma intervenção mais acintosa – as cirurgias, sendo a bariátrica a mais famosa. Entretanto, é sempre bom lembrar que a bariátrica é reservada apenas aos casos mais graves. Situações menos problemáticas podem ser resolvidas de outras formas, como com o balão intragástrico, por exemplo.

É preciso desfazer certos mitos sobre esses procedimentos e falar sobre tratamentos mais conservadores da obesidade. Nossa relação com a alimentação não é apenas por necessidade. É também um processo psicológico. O que significa que, se realizamos essas cirurgias, mas não mudamos a maneira como pensamos nossa alimentação, a chance de reganho de peso pode ser bastante alta.

Não se trata de distúrbios psicológicos, mas efetivamente de hábitos. E hábitos podem ser bastante difíceis de serem mudados. Por isso, com ou sem cirurgia, o tratamento conservador da obesidade é sempre necessário: O tipo de tratamento que aborda a doença de maneira multifatorial, observando os aspectos psicológicos, nutricionais e físicos que podem influenciar no seu desenvolvimento.

Entenda essas três frentes:

  • Psicológica: O paciente receberá assistência de um profissional psicólogo para reorientar e transformar sua relação com a comida e o ato de comer;
  • Nutricional: Busca uma dieta para que o paciente pense no que está comendo com mais calma e ponderação, alimentando-se de forma mais saudável e balanceada;
  • Física: Institui uma rotina de atividades acessíveis que ajudem o corpo a se movimentar e evitar um dos pilares da obesidade: o sedentarismo.

Observando todos os múltiplos fatores que agravam o problema da obesidade, é possível abordá-los em conjunto, fazendo com que o paciente possa atingir sua meta de peso ideal de forma mais progressiva, menos traumática e possivelmente mais duradoura. Esses são os benefíciosdo tratamento conservador da obesidade, a primeira linha de combate contra essa doença.

Para saber mais sobre o assunto, entre em contato com a GASTROMED – Instituto Zilberstein. Nossos especialistas estão preparados para atendê-los.