Gastromed | O processo do reengorda
 
blank

O processo do reengorda

Quando o ganho de peso se torna muito difícil de ser revertido, é preciso considerar uma intervenção cirúrgica. Para os casos mais graves, a cirurgia bariátrica é uma opção bastante popular e eficiente, já que seus índices de sucesso na perda de peso são bastante altos.

Entretanto, a cirurgia bariátrica é apenas o primeiro passo nesse processo. Embora a cirurgia seja eficiente, ele deve vir acompanhada por um tratamento nutricional e psicológico do paciente. O processo de perda de peso repentina pode ser complexo e exigir bastante, pois o corpo muda mais rápido do que a mente. Ou seja, os hábitos de alimentação da pessoa que sofre com obesidade levam mais tempo parar mudar do que o corpo.

É preciso entender que a bariátrica não é um procedimento milagroso, e se o paciente não seguir à risca as orientações dos seus psicólogos e nutricionistas, existe o risco de reganho de peso – o que pode ser bastante problemático, já que a bariátrica é uma cirurgia complexa, que deve ser realizada apenas uma vez.

A obesidade deve ser tratada como uma doença, no sentido de seu tratamento ser levado à sério e com bastante rigor. O corpo muda, não apenas devido ao seu emagrecimento: A capacidade de absorver vitaminas e nutrientes também tende a diminuir. A reação instintiva é querer de alimentar de maneira a se sentir preenchido, e muitos pacientes acabam cedendo a velhos hábitos.

Por isso, a equipe médica que irá acompanhar o paciente irá abordar a doença de maneira multifatorial: Além de um acompanhamento aproximado da alimentação, mais nutritiva e balanceada, é possível que se opte por uma suplementação vitamínica para adaptar o corpo à sua nova forma. Assim é possível, aos poucos, evitar a fome excessiva, promovida pelo organismo pelo déficit desses nutrientes.

Além disso, o acompanhamento psicológico irá reavaliar e reabilitar a relação do paciente com a comida, fazendo com que ele seja capaz de desfazer hábitos anteriores que eram nocivos e que podem fazer com que exista o reganho de peso após a cirurgia. É um trabalho comportamental e emocional complexo, mas que, se realizado corretamente, apresenta ótimos resultados.

Por fim, se possível e quando o paciente estiver apto, haverá o trabalho de reabilitação física, para que o paciente possa reacostumar seu corpo com a natureza do movimento e com a disposição física. Um dos fatores mais agravantes das comorbidades características da obesidade é o sedentarismo. Por isso, o sucesso da cirurgia bariátrica também depende, em parte, de reabilitar o paciente para atividades físicas.

Evite o reganho de peso após a cirurgia bariátrica. É possível melhorar sua qualidade de vida seguindo as orientações de uma equipe profissional.

Entre em contato com a GASTROMED – Instituto Zilberstein e agende sua consulta.