Análises clínicas

O exame laboratorial, ou também chamado de análises clínicas, é um conjunto de testes realizados com pedido médico em laboratório com a finalidade de ter um diagnóstico/confirmação de uma patologia ou para um check-up.

 

Etapas das análises clínicas

 

O processo das análises clínicas começa com informações sobre o preparo do paciente para o exame. Isto é, o médico deve informá-lo se precisa estar em jejum, se pode fumar, fazer exercícios, tomar determinado medicamento, ingerir bebida alcoólica ou estar menstruada antes do procedimento.

 

Além disso, os exames laboratoriais são divididos em três etapas:

 

  • Fase pré-analítica: se caracteriza pela coleta do material, seja feita pelo paciente (no caso de fezes e urina, por exemplo) ou no laboratório;
  • Fase analítica: é a etapa de execução do teste em si;
  • Fase pós analítica: tem início no laboratório clínico e abrange processos de liberação e validação de laudos. Se encerra após o médico receber o resultado final, interpretá-lo e tomar uma decisão.

 

Principais exames laboratoriais

 

Em análises clínicas, os que mais comumente são solicitados incluem exames de sangue, de fezes e urina.

 

Exames de sangue

 

A retirada de uma amostra de sangue em laboratório permite diversas análises sobre as condições de saúde do paciente. Os exames podem ser classificados em:

 

  • Hemograma: é o exame que identifica a contagem de plaquetas vermelhas, glóbulos vermelhos e brancos no sangue. É indicado para checar a saúde geral do paciente e diagnosticar problemas como, por exemplo, anemia, inflamações, infecções e coagulação sanguínea;

 

  • Glicose: é utilizado para analisar a forma como o corpo absorve glicose e se o paciente pode ter diabetes para, então, iniciar o tratamento adequado. Diabéticos devem fazer este exame com frequência a fim de controlar a doença;

 

  • Colesterol: o exame é realizado para quantificar o colesterol ruim e o bom. Além disso, pode indicar problemas cardíacos, pois o colesterol ruim é um dos maiores causadores de doenças relacionadas e o bom é considerado o maior combatente natural do organismo contra o ruim;

 

  • Ureia e creatina: tem como finalidade avaliar a saúde e o funcionamento dos rins, responsáveis pela filtragem do sangue no corpo;

 

  • TSH e T4 Livre: serve para controlar e diagnosticar doenças da glândula tireoide. O exame costuma ser solicitado a partir dos 30 anos, sobretudo para mulheres. Com os resultados, é possível iniciar o tratamento de hipertireoidismo ou hipotireoidismo;

 

  • Ácido úrico: é utilizado no diagnóstico de doenças como, por exemplo, gota e o surgimento de cálculos renais.

 

Exames de fezes e urina

 

Podem ser classificados como:

 

  • Protoparasitológico: é um exame de fezes utilizado para visualização de protozoários ou outros fatores nocivos ao corpo;

 

  • Coprocultura: nesse caso, a coleta de fezes é utilizada para quantificar o crescimento de bactérias nocivas ao ser humano;

 

  • Sangue oculto: depois de uma dieta especial de três dias, o paciente faz coleta de suas fezes no quarto dia. O exame serve para identificar possível presença de sangue no excremento;

 

  • Sudam III: identifica se há gordura ou sangue nas fezes;

 

  • EAS ou Urina tipo 1: utilizado para avaliar a função renal do paciente. Por isso, pode auxiliar o médico a diagnosticar doenças e infecções urinárias;

 

  • Urocultura: é a coleta de urina que quantifica o crescimento de bactérias nocivas ao corpo.

Contato