Ortopedia

A ortopedia é a especialidade médica responsável por diagnosticar, tratar e prevenir lesões, traumas e deformidades relacionadas aos elementos do aparelho locomotor, que inclui ossos, músculos, ligamentos e articulações. Além disso, essa área também está ligada à traumatologia, que cuida de contusões causadas por pancadas, como as fraturas ósseas, por exemplo.

 

Os profissionais de ortopedia também são fundamentais para atletas, já que podem tratar problemas adquiridos com a prática de esportes. Dessa forma, conseguem corrigir e evitar deformações no corpo através do tratamento mais adequado.

 

Além disso, na especialidade também é possível realizar cirurgias corretivas e tratar problemas reumáticos junto a outros médicos.

 

Quando consultar um profissional de ortopedia?

 

É importante saber que não é normal sentir dores na coluna, nos joelhos, ossos ou articulações. Muitas pessoas costumam esperar para procurar um médico ao apresentar os sintomas por acreditar que podem desaparecer com o tempo. No entanto, isso pode acabar agravando o quadro, resultando em tratamentos mais invasivos.

 

Portanto, não é saudável ignorar as manifestações clínicas, mas, sim, procurar um especialista assim que elas surgirem. Os sintomas mais comuns que indicam problemas ortopédicos são:

 

  • Formigamento;
  • Dor constante;
  • Cansaço excessivo;
  • Rigidez muscular;
  • Queimação das articulações;
  • Inchaço;
  • Postura inadequada ou deformidade na coluna;
  • Deformidade nos pés ou nos membros;
  • Tamanho desproporcional entre um membro e outro.

 

Como o tratamento funciona?

 

Em primeiro lugar, ao procurar o ortopedista, é realizada uma consulta com análise das queixas do paciente, os sintomas que apresenta e possíveis lesões que possa ter sofrido, oferecendo um diagnóstico inicial. Conforme o caso, podem ser solicitados exames para avaliação mais profunda e confirmação de suspeitas.

 

Então, após identificar o problema e fornecer um diagnóstico preciso, o profissional indica o tratamento mais adequado. Isso pode incluir medicamentos e outras terapias complementares como, por exemplo, fisioterapia, exercícios físicos e atividades específicas. Além disso, o médico também deve aconselhar o paciente em relação às tarefas que pode ou não desempenhar, de acordo com seu trauma.

Contato

WhatsApp chat