Coloproctologia

Coloproctologia é uma especialidade médica e cirúrgica que estuda as doenças do intestino grosso, do reto e do ânus. Além disso, inclui alguns procedimentos de diagnóstico como, por exemplo, colonoscopia, manometria e ultrassom endorretal. O médico especialista no assunto é o coloproctologista (ou somente proctologista), ou o cirurgião do aparelho digestivo, que cuida de doenças como:

 

  • Hemorroidas;
  • Prisão de ventre;
  • Fissuras anais;
  • Abcessos perianais;
  • Lesões pós-cirúrgicas do ânus;
  • Infecções Sexualmente Transmissíveis;
  • Prolapso retal;
  • Constipação;
  • Incontinência anal;
  • Tumores benignos e malignos intestino grosso, delgado e reto;
  • Doenças Intestinais Inflamatórias.

 

Quando procurar o especialista?

 

O paciente deve procurar um profissional coloproctologista ou cirurgião do aparelho digestivo caso sinta algum dos sintomas abaixo:

  • Dificuldade para evacuar;
  • Constipação intestinal;
  • Diarreia persistente por mais de três semanas;
  • Dor e cólicas frequentes na região abdominal;
  • Sangramento anal;
  • Alteração no funcionamento do intestino;
  • Histórico familiar de câncer intestinal ou retal.

 

Ainda que pareçam sintomas simples, eles podem indicar problemas mais graves como, por exemplo, a diverticulite, Doença de Crohn e mesmo câncer.

 

Cirurgia em coloproctologia

 

Nesta especialidade, o procedimento cirúrgico é recomendado para tratar doenças que não responderam ao tratamento clínico. A cirurgia pode ser feita utilizando métodos minimamente invasivos como, por exemplo:

 

  • Cirurgia colorretal videolaparoscópica: é uma técnica moderna que visa causar menor agressão ao paciente. É segura e eficiente, muito utilizada para tratar a maioria das doenças que afetam o intestino. A recuperação pós-cirurgia é mais rápida e com menos dor, assim como o tempo internação é reduzido e o retorno às atividades de rotina é mais precoce;

 

  • PPH: é uma operação realizada com sutura mecânica por dentro do ânus, permitindo a remoção das hemorroidas sem necessidade de cortes. Com isto se consegue um pós-operatório mais tranquilo, praticamente indolor e recuperação mais rápida

 

  • THD (Dearterialização Hemorroidária Transanal): é uma cirurgia indicada a fim de tratar hemorroidas externas de grau 2, 3 ou 4. Pode ser realizada sem cortes, sem dor e com recuperação mais rápida, além de o risco de complicações ser menor. Em geral, o paciente recebe alta algumas horas após o procedimento e pode retomar suas atividades depois de 48 horas;

 

  • Ligadura elástica: é o tratamento das hemorroidas em regime ambulatorial ( no consultório) sem necessidade de anestesia e totalmente indolor.

Contato

WhatsApp chat