Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

Dia 11 de Outubro é o Dia Mundial da Obesidade e o Dia Nacional da Prevenção da Obesidade. A obesidade é considerada pela OMS como um problema pandêmico, atingindo pessoas de todas as faixas etárias, gêneros e etnias ao redor do mundo. Trata-se de uma doença crônica e multifatorial, mas que é particularmente provocada e agravada pelo modo de vida contemporâneo.

O mundo moderno tem uma carga de trabalho muito específica que estimula o sedentarismo em muitas pessoas. A ausência de atividades físicas a longo prazo é bastante prejudicial por si só. Entretanto, esse quadro é agravado pois, devido à falta de tempo e acesso a uma alimentação mais saudável, muitas pessoas acabam optando por variadas formas de fastfood.

Esse tipo de alimentação, como se sabe, não apenas é muito pobre em nutrientes necessários para manter a saúde e a qualidade de vida, como tão normalmente são cheios de gorduras saturadas e sódio, elementos que não apenas propiciam, mas também pioram quadros de obesidade crônica e mórbida.

O maior problema da obesidade não é apenas a doença em si, mas também o que ela provoca: Segundo inúmeros dados médicos, existe um grande grupo de doenças diretamente relacionadas à obesidade, incluindo doenças cardiovasculares, respiratórias, musculo-esqueléticas, diabetes, doenças psíquicas e emocionais, além de um grande número de cânceres.

Existem muitos tratamentos procedurais e cirúrgicos contra a obesidade. Hoje, procedimentos endoscópicos se tornaram bastante populares, pois permitem provocar efeitos restritivos bastante eficientes na alimentação e que colaboram na perda de peso. Entre eles, o balão gástrico e a gastroplastia endoscópica são boas opções. Para casos mais graves, onde a obesidade já ameaça a vida do paciente, existe a famosa cirurgia bariátrica.

No entanto, todos esses procedimentos exigem algum esforço do paciente e só ocorrem quando a situação já não é favorável. Por isso, o ideal é trabalhar para evitar a obesidade. Aqui, não existe segredo.

A melhor maneira de preveni-la é evitar seus principais fatores de risco. Ou seja, o sedentarismo e a má alimentação. É um fato que muitas pessoas não tem disponibilidade para uma rotina de treinos ou alimentos da mais alta qualidade, mas essa é uma falsa impressão. É possível evitar a obesidade através de atividades físicas simples e rotineiras, além de uma dieta composta de alimentos comuns, porém mais saudáveis.

Busque a orientação de educadores físicos e nutricionistas para mudar o seu cotidiano. Planejar uma vida mais saudável é mais do que planejar uma vida mais longa: É planejar uma vida melhor.

Em caso de maiores dúvidas sobre a obesidade, entre em contato com os especialistas da GASTROMED e agende sua consulta!