Gastromed | Câncer de estômago
 
blank

Câncer de estômago

O câncer de estômago é um tumor maligno. Ele pode surgir em qualquer parte do órgão, normalmente a partir de alterações de sua mucosa. Isso porque esse tipo de doença se desenvolve lentamente – através de muitos anos – e, antes de se tornar um câncer, ocorrem alterações pré-cancerosas no revestimento interno do órgão.

Trata-se de uma modalidade muito agressiva e bastante perigosa de câncer, por alguns motivos. Entretanto, o principal deles é justamente o fato de que esse tipo de câncer não cause nenhum sintoma específico, o que faz com que o tumor vá se desenvolvendo progressivamente sem ser diagnosticado.

Caso eles surjam, os sintomas característicos da doença podem incluir:

  • Falta de apetite;
  • Perda de peso;
  • Dor abdominal;
  • Desconforto no abdome, normalmente acima do umbigo;
  • Sensação de plenitude na parte superior do abdome, após uma refeição leve;
  • Azia ou indigestão;
  • Náuseas;
  • Vômitos, com ou sem sangue;
  • Inchaço ou acúmulo de líquido no abdome;
  • Sangue nas fezes;
  • Anemia.

Quando esses sintomas surgem, o câncer normalmente já está em fase avançada, e as chances de cura diminuem substancialmente. Estatísticas confirmam essa dificuldade: em 50% dos mais de 20 mil casos que surgem todos os anos, ele é diagnosticado em situações nas quais a cura é difícil. Por isso, é importante saber quais são os fatores de risco do câncer de estômago para evitá-los e diminuir as chances de desenvolver a doença.

Outro dos problemas no diagnóstico no câncer de estômago é justamente o fato de que esses sintomas podem ser comuns a outros problemas de saúde, como uma bactéria no estômago ou úlcera gástrica.

Por esse motivo, é preciso realizar exames específicos para fazer o diagnóstico correto da doença, como uma endoscopia, na qual uma biópsia pode ser feita, por exemplo. Se o diagnóstico do câncer de estômago for confirmado, o médico vai pedir outros exames, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, para verificar o estágio da doença.

Caso a doença já se faça presente, as opções de tratamento são aquelas comuns a outros tipos de câncer, como quimioterapia, radioterapia ou intervenção cirúrgica. Entretanto, é importante saber quais são os fatores de risco do câncer de estômago para evitá-los e diminuir as chances de desenvolver a doença, pois a prevenção continua sendo a melhor forma de combater essa doença.

Para maiores informações, entre em contato com a GASTROMED – INSTITUTO ZILBERSTEIN e agende sua consulta.