Tratamento Conservador (Não Cirúrgico)

O tratamento conservador (clínico) da obesidade com dieta supervisionada em combinação com terapia de apoio psicológico e programa de exercícios deve ser a primeira linha de tratamento. Entre aqueles que conseguem obter sucesso perdendo peso substancialmente, apenas 0,5% a 10% conseguem manter esse resultado por mais de dois anos. O uso de medicações anorexígenas (que tiram a fome) no tratamento clínico da obesidade foi descrito como terapêutica de longo prazo num estudo de quase quatro anos, utilizando um regime de duas drogas (fenteremine e fenfluramine), associado a dieta, terapia psicológica e exercícios. Seus resultados, que a princípio foram otimistas, não se sustentaram ao final, apresentando 1/3 de desistência e média final de redução de peso de cerca de 2 kg.

 

As tentativas de redução de peso através de dieta estão associadas à depressão, ansiedade, irritabilidade e fraqueza. O objetivo ideal do tratamento da obesidade deve ser o de obter melhora na saúde e na qualidade de vida por redução de peso significativa e duradoura, que promova redução nos fatores de risco e comorbidades e ainda melhore o desempenho para os grandes obesos nas atividades da rotina diária.

Contato